Sensores Diferencial de Pressão

Sensores de Pressao p/Filtros de Partículas

Os Sensores de pressão de gases de escape é um sensor de pressão diferencial que é responsável pela medição da diferença de pressão dos gases de escape entre a entrada e a saída do filtro de partículas, ou a pressão atmosférica.

Sensores de Pressao de Gases de Escape
Sensores de Pressao de Gases de Escape

Os sensores de pressão de gases de escape é um elemento do sistema antipoluição líder motores a diesel para atender a norma europeia para as emissões.

Veja aqui em baixo tudo sobre os sensores de gases de escape para Filtros de Partículas.

* Dados Técnicos
* Composiçao
* Causas de Falhas Possiveis
* Possiveis efeitos de um sensor danificado
* Montagem

1.Dados Tècnicos
O elemento sensor é integrado num amplificador que compensa térmicamente. Incorporando com electrónica digital, permite nos programar o sinal de saída entre 0 ÷ 5 V, dependendo dos requisitos que precisam em cada referência. O DIE é montado em um circuito de cerâmica e as suas ligações eléctricas são feitas por colagem. Tudo isto está protegido com um receptor e um gel de silicone. O circuito eletrônico é realizada utilizando tecnologia híbrida devido à sua natureza sensível. A saída dos sensores de pressão de gases de escape tem uma relação linear entre a diferença de pressão entre a entrada e a saída do filtro de partículas, é expresso numa tensão de saída que corresponde à seguinte fórmula:

Sensores de Pressao de Gases de Escape
Sensores de Pressao de Gases de Escape

2. Composiçao

Os Sensores de pressao de gases de escape sao constituídos pelas seguintes partes:

* Elemento sensor: composta pelo circuito eletrônico montado em uma placa cerâmica.
* Corpo: PBT + 30FV geralmente, é o continente do circuito e terminais. Normalmente, a entrada de ar, onde o sensor está colocado.
* Terminais: um circuito que é soldado por soldadura convencional.
* Capa: de vedação em uma das câmaras.

3.Causas de Falhas Possiveis

Deve ser verificado o corpo do sensor e conector do cabo para assegurar a sua boa condição. Além disso, verifique se o corpo do sensor mostra quaisquer rachaduras, amassados ​​ou golpe que poderia ter danificado.

Tenha em mente que, como regra geral, uma inspeção visual não é suficiente para garantir um bom ou mau funcionamento do sensor, mas ajuda a fazer um primeiro diagnóstico.

As causas de falhas poderá ser:

* A deterioração dos tubos (quebra, poros, rachaduras, etc.).
* A deterioração dos cabos de conexão ou o conector.
* Um elemento sensor de deterioração em que uma leitura errada da pressão.
* Um problema de vazamento no sensor.
* A deterioração da ligação entre os tubos e o sensor ou o filtro de partículas.

4.Possiveis efeitos de um Sensor de Pressao de Gases de escape em mau funcionamento:

* Regenerações do filtro de Partículas ciclicamente, quando desnecessárias.
* A perda de pontencia do motor, se o sensor não detectar correctamente o nível de saturação do filtro o motor irá perder potencia.
* Aviso da Luz do filtro de partículas no computador de bordo
* Diminuição da vida útil do filtro através da realização de regenerações na hora errada.

5. Montagem

Sensor por dentro
Sensor por dentro

As etapas para montar o sensor de Pressao de Gases de escape são:

* Não tendo a ignição ligada (não alimentar os sensores).
* Localize o sensor no veículo (siga os tubos que saem do filtro de partículas)
* Desconectar os tubos de pressão (entrada e saída)
* Desligue o sensor.
* Retire os parafusos de fixação
* Instale o novo sensor e prenda-o